Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/14122
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_JessicaSouzaSilva.pdf854,22 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Avaliação da eficiência da fixação biológica de nitrogênio na produção de feijão
Autor(es): Silva, Jessica Souza
Orientador(es): Roque-Specht, Vânia Ferreira
Assunto: Adubos e fertilizantes
Feijão
Nitrogênio - fixação
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 16-Ago-2016
Referência: SILVA, Jessica Souza. Avaliação da eficiência da fixação biológica de nitrogênio na produção de feijão. 2016. 22 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Gestão do Agronegócio)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2016.
Resumo: O feijão é um produto importante, presente na alimentação de quase toda a população brasileira, além de possuir uma grande importância na economia do país. A leguminosa é uma alternativa de exploração agrícola, tanto em grandes propriedades quanto na agricultura familiar. O cultivo do feijão no Brasil em solos de baixa fertilidade, pobres em nitrogênio, exige o uso de fertilizantes nitrogenados onde as aplicações são repetitivas, desta forma aumentando cada vez mais os custos de produção, a fixação biológica de nitrogênio acaba se tornando uma das maneiras mais viável tanto para a cultura quanto para o agricultor, assim diminuindo custos e problemas ambientais. O feijoeiro é uma leguminosa que apresenta capacidade de fixação biológica do nitrogênio (N) atmosférico, desta forma, pode se associar a bactérias do gênero Rhizobium para realização de simbiose. Essas bactérias são capazes de fornecer pelo menos parte do nitrogênio necessário para a sobrevivência da planta, que podem atingir altos rendimentos. As bactérias podem ser encontradas nos inoculantes nacionais, que ao serem utilizadas em grande escala podem mudar o cenário nacional, além de trazer para o agricultor menos gasto e também uma tecnologia limpa, diminuindo danos ao meio ambiente. Deste modo pesquisas são desenvolvidas e aplicadas envolvendo unidades da Embrapa e Instituições parceiras, onde há conduções de ensaios e realizações de analises, na busca de novas estirpes cada vez mais diminuindo custos de produção e impactos no meio ambiente.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina, Curso de Gestão do Agronegócio, 2016.
Aparece na Coleção:Gestão do Agronegócio



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons