Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/13819
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_FernandoFerreiraMartins.pdf1,22 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Variações populacionais das lagartas-rosca (Agrotis sensu Poole) na estação experimental da Embrapa Cerrados, de julho de 2013 a junho de 2015
Autor(es): Martins, Fernando Ferreira
Orientador(es): Specht, Alexandre
Assunto: Lagarta-rosca
Inseto
Pragas agrícolas
Diversidade biológica
Entomologia
Embrapa Cerrados
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 25-Jul-2016
Referência: MARTINS, Fernando Ferreira. Variações populacionais das lagartas-rosca (Agrotis sensu Poole) na estação experimental da Embrapa Cerrados, de julho de 2013 a junho de 2015. 2015. 20 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Naturais)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2015.
Resumo: A proposta deste estudo foi avaliar as variações populacionais das “lagartas-roscas” (Agrotis sensu Poole, 1989) na Embrapa Cerrados, Planaltina, DF. Os insetos foram coletados com armadilha luminosa nos novilúnios entre julho de 2013 e junho de 2015, com 24 coletas, cada uma formada por 10 amostragens. Após as coletas os insetos foram triados e identificados. Foram coletados 528 representantes de Agrotis ipsilon (Hufnagel, 1766); 146 de Agrotis lilacina (Zerny,1916); 62 de Agrotis subterranea (Fabricius,1794); 6 de Agrotis repleta (Walker, 1857). De maneira geral, os adultos de todas as espécies foram coletados nas épocas de seca, de final de março a setembro. As espécies mais abundantes, A. ipsilon e A. subterranea foram coletadas durante praticamente todo período, enquanto que A. lilacina ocorreu restritamente entre o final de março e junho. Os poucos exemplares de A. repleta ocorreram apenas entre fevereiro e março e maio e junho. O principal resultado deste estudo relacionase ao conhecimento de que os adultos das lagartas-roscas ocorrem em densidades populacionais diferenciadas, voam (e presumivelmente ovipositam) na época seca, com picos populacionais mais ou menos restritos, dependendo da espécie. Ainda aponta a necessidade de avaliar, em campo, a ocorrência dos imaturos, especialmente lagartas de cada espécie.
Abstract: The purpose of this study was evaluate the populational variations of "cutworm" (Agrotis sensu Poole, 1989) at Embrapa Cerrados, Planaltina, DF. The insects were collected by light traps in crescents from July 2013 to June 2015, with 24 collections, each consisting of 10 samples. After collecting the insects were screened and identified. Were collected 528 representatives of Agrotis ipsilon (Hufnagel, 1766); 146 of Agrotis lilacina (Zerny, 1916); 62 of Agrotis subterranea (Fabricius, 1794); 6 of Agrotis repleta (Walker, 1857). Overall, the adults of all species were collected specially in dry season, from late March to September. The most abundant species, A. ipsilon and A. subterranea were collected during almost the entire period, while A. lilacina occurred between late March and June. The few specimens of A. repleta only occurred between February and March and May and June. The main result of this study relates to the knowledge that adults of cutworm occur in different population densities, fly (and presumably lay eggs) in the dry season, with more or less restricted population peaks, depending on the species. Also points out the need to evaluate in the field, the occurrence of immature, especially larvae of each species.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, 2015.
Aparece na Coleção:Ciências Naturais



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons