Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/13370
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_DanielBarbosaSousa.pdf682,83 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Clonagem por transferência nuclear : histórico, aplicações potenciais e principais células doadoras de núcleo
Autor(es): Sousa, Daniel Barbosa
Orientador(es): Pivato, Ivo
Assunto: Biotecnologia
Clonagem de animais
Data de apresentação: Nov-2015
Data de publicação: 14-Jun-2016
Referência: SOUZA, Daniel Barbosa. Clonagem por transferência nuclear: histórico, aplicações potenciais e principais células doadoras de núcleo. 2015. 48 f., il. Monografia (Bacharelado em Medicina Veterinária)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: A clonagem animal representa um dos maiores avanços obtidos até hoje no campo da biotecnologia animal. Os recentes resultados de clonagem por transferência nuclear têm encorajado os pesquisadores cada vez mais a elucidarem alguns aspectos ainda obscuros relativos a essa técnica. O processo de clonagem pode ser definido como a produção de indivíduos geneticamente idênticos. A transferência nuclear de células somáticas é realizada basicamente de acordo com as seguintes etapas: I) preparação de citoplastos receptores II) isolamento, sincronização e cultivo células somáticas doadoras de núcleo; III) reconstrução embrionária e IV) criopreservação ou transferência dos embriões para receptoras. A técnica despertou o interesse dos pesquisadores, sendo relatada com êxito em diversas espécies, como em bovinos, suínos, equinos, camundongos, caprinos, gatos e bubalinos. A geração de animais viáveis por meio dessa técnica demonstra que o núcleo de células somáticas diferenciadas de mamíferos pode ser reprogramado quando transferido a um ovócito enucleado. Atualmente, células de vários tecidos e de animais de várias idades (fetos, recém-nascidos, jovens, idosos e até mesmo de animais mortos após um período relativamente curto) são relatadas como doadoras de núcleo. Porém, nota-se baixa eficiência no procedimento. Ainda são necessários mais estudos sobre fenômenos epigenéticos e de reprogramação nuclear, pois a produção de clones tem importância em diversas aplicações, como na ciência básica, conservação animal, transgenia, produção animal e medicina humana. ___________________________________________________________________________ ABSTRACT
Animal cloning is one of the greatest advances made to date in the field of animal biotechnology. The recent nuclear transfer cloning results have encouraged the researchers increasingly elucidate some aspects of this technique that was still obscure. The cloning process can be defined as the production of genetically identical individuals. The somatic cell nuclear transfer is performed basically according to the following steps: I) Preparation of cytoplasts receptors II) isolation, synchronization and cultivation of the donor somatic cell nucleus III) embryonic reconstruction IV) cryopreservation or transfer of embryos into receptors. The technique aroused the interest of researchers, reported successfully in several species, such as cattle, pigs, horses, mice, goats, cats and buffalo. The generation of viable animals by this technique shows that the nucleus of differentiated mammalian somatic cells can be reprogrammed if transferred to an enucleated oocyte. Currently, cells of various tissues and animals of various ages (fetuses, newborns, young, old and even dead animals after a relatively short period) are reported as nuclear donors. However, there is low efficiency in the procedure. Further studies are necessary on epigenetic reprogramming and nuclear phenomena, for the production of clones is important in many applications, such as in basic science, wildlife conservation, transgenic animal production and human medicine.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2015.
Aparece na Coleção:Medicina Veterinária



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons