Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/1322
Título: Perfil do absenteísmo no Superior Tribunal de Justiça : análise do ano de 2009
Autor(es): Carvalho, Márcia Valesca Leitão de
Orientador(es): Prado, Carolina Conceição
Assunto: Absenteísmo
Promoção da saúde dos empregados
Servidores públicos
Saúde e trabalho
Data de apresentação: 2010
Data de publicação: 6-Dez-2010
Referência: CARVALHO, Márcia Valesca Leitão de. Perfil do absenteísmo no Superior Tribunal de Justiça: análise do ano de 2009. 2010. 34 f. Monografia (Especialização em Educação e Promoção da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Resumo: Pesquisar o afastamento do trabalho por doença é essencial para subsidiar debates sobre a condição de saúde e doença dos trabalhadores e elaborar políticas de promoção, prevenção e reabilitação da saúde. Este trabalho apresenta um estudo epidemiológico das licenças para tratamento da própria saúde dos servidores do Superior Tribunal de Justiça - STJ, com objetivo de identificar o perfil do absenteísmo-doença, estimando a prevalência de afastamentos pelas doenças que mais acometeram os servidores no ano 2009, na busca de traçar políticas de promoção e prevenção da saúde dos funcionários. A metodologia utilizada na pesquisa foi do tipo epidemiológico transversal, descritivo e quantitativo, abordando absenteísmo-doença e prevalência de causas de afastamento no STJ. Foi realizado um levantamento retrospectivo baseado em dados secundários, provenientes do banco de dados do prontuário eletrônico do Serviço Médico do STJ, no período de 01/01/09 a 31/12/09. Os dados foram ordenados em tabelas, considerando a avaliação dos afastamentos por grupamentos da Codificação Internacional de Doenças (CID), 10ª revisão, distribuídos por morbidades específicas e em seguida selecionados os destaques em termos de dias perdidos e em número de ocorrências. O resultado deste estudo mostrou que as morbidades que mais afastaram em número de dias de afastamento foram os transtornos mentais e comportamentais, os distúrbios osteomusculares e doenças do aparelho respiratório, mas as doenças que geraram o maior número de licenças médicas foram as doenças do aparelho respiratório. O acompanhamento do absenteísmo no âmbito do STJ deve ser realizado sistematicamente, pois é através deste, em uma série histórica que se podem planejar investimentos e ações, a fim de se obter uma redução do índice de afastamentos, até que seja considerado satisfatório e assim promover a saúde do trabalhador.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Centro de Estudos Avançados e Multidisciplinar, Núcleo de Estudos em Educação e Promoção da Saúde, 2010.
Aparece na Coleção:Educação e Promoção da Saúde

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_MarciaValescaLeitaodeCarvalho.pdf259.54 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons