Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/13171
Título: Saberes e fazeres quilombolas da comunidade Kalunga Prata : as benzedeiras, seus benzimentos e suas contribuições para a educação do campo
Autor(es): Dias, Valquíria Fernandes
Orientador(es): Almeida, Severina Alves de
Assunto: Medicina popular
Kalunga (comunidade quilombola brasileira)
Educação do campo
Benzedeiras
Data de apresentação: 2016
Data de publicação: 24-Mai-2016
Referência: DIAS, Valquíria Fernandes. Saberes e fazeres quilombolas da comunidade Kalunga Prata: as benzedeiras, seus benzimentos e suas contribuições para a educação do campo. 2016. 63f., il. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2016.
Resumo: Este trabalho tem como objetivo registrar os saberes e fazeres das benzedeiras e a importância de suas práticas de benzimento para a comunidade Kalunga Prata, município de Cavalcante de Goiás. Podendo assim incentivar a escola e a comunidade a respeitar e valorizar esses saberes como forma de fortalecimento da cultura quilombola. Este trabalho se utiliza da pesquisa qualitativa uma vez em que a pessoa pesquisada relata e o pesquisador observa e anota tudo de importante, a fim de produzir dados relativos à maneira como as pessoas representam seu mundo e vivem nele. As entrevistas foram realizadas a partir de perguntas abertas, e por via questionários, que foram gravados para melhor conhecer a história, a realidade e os saberes dos sujeitos que residem nessa comunidade desde seus antepassados. Para mais eficácia no trabalho foram tragos acervos de estudiosos do assunto, mas precisamente acerca da cultura quilombola, religiosidade e das rezas. E também acervos literários e publicações em artigos científicos que discutem sobre as benzedeiras, bem como resultados voltados à história da comunidade Prata. Nesse sentido, acreditamos que esse trabalho é importante, porque ao registrar as práticas de curar enfermidades utilizadas pelas benzedeiras, estamos contribuindo com a preservação da cultural tradicional da comunidade, além de se apresentar como registro para futuras pesquisas. A Educação do Campo vem se fazendo presente tentando articular a vivencia dos educandos e da comunidade no processo educativo. Ou seja, tentando forma-los para vida. _________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper presents the results of a survey of the Kalunga people of Cavalcante Prata community of Goiás with their stories, a means of resistance, their knowledge and practices. These people long has resisted an arduous path. A path that was not seen anything passively, and is not already. They have been fighting constantly for the guarantee of their rights and the preservation of their culture. Prata is a community that has a lot to learn popular, traditional, and that we bring this work, which is the power to heal through benzimentos. These knowledge and practices maroon cure diseases in many different ways, promotes home birth, among others. Medicinal plants grown in terraces or even natives of the region, plays a key role, which is to assist in the effectiveness of these actions. Is knowledge that have been passed down from generation, through observation and through orality, and this custom has not ceased to exist in traditional communities. What is essential for the preservation of this culture as for conducting development of academic papers.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina, Licenciatura em Educação do Campo, 2016.
Aparece na Coleção:Educação do Campo

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_ValquíriaFernandesDias.pdf987.07 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons