Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/13120
Título: Curso “Gênero e diversidade na escola” : influência na prática profissional segundo ex-cursistas do Distrito Federal
Autor(es): Barbosa, Jaqueline Aparecida
Orientador(es): Paz, Cláudia Denís Alves da
Assunto: Educação e diversidade
Professores - formação continuada
Educação inclusiva
Data de apresentação: 1-Jun-2014
Data de publicação: 17-Mai-2016
Referência: BARBOSA, Jaqueline Aparecida. Curso “Gênero e diversidade na escola”: influência na prática profissional segundo ex-cursistas do Distrito Federal. 2014. 67 f. Monografia (Especialização em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Este Trabalho de Conclusão de Curso apresenta uma proposta de análise da percepção de professoras/es do Distrito Federal sobre a influência do curso Gênero e Diversidade na Escola – GDE, política pública de formação continuada à distância oferecido no âmbito da Universidade Aberta do Brasil – UAB, em práticas pedagógicas posteriores à participação no curso, buscando o entendimento de como esta experiência foi significada por estes/as profissionais e como os conhecimentos adquiridos foram materializados em suas práticas. Tomamos como referencial teórico Vianna (2012), que contabiliza os trabalhos sobre políticas públicas que levam em consideração gênero e sexualidade de 1990 a 2010; Crenshaw (2002), apresentando o conceito de interseccionalidade; Gatti (2008) e Freitas (2007) discutindo concepções de formação continuada no Brasil; Grösz (2008), Mostafa (2009) e Weller e Paz (2011), com trabalhos específicos sobre o GDE. Foram aplicados questionários a ex-cursistas e, a partir da análise de conteúdo, as respostas foram categorizadas para permitir uma interpretação temática dos resultados da pesquisa. Com relação aos resultados, citamos a homogeneidade dos/as respondentes com relação à opinião sobre o curso, uma vez que todos/as gostaram do curso e consideraram o GDE uma iniciativa importante. Destacaram-se, entre os obstáculos ao desenvolvimento de um trabalho que leve em consideração gênero, sexualidade e diversidade racial citados, a falta de apoio por parte da direção e colegas de trabalho, a religiosidade tomada de forma fundamentalista no ambiente de trabalho e uma formação inicial precária nos temas da diversidade. Este estudo pretende contribuir com a construção de conhecimento acerca da formação continuada de professoras/es no âmbito das relações de gênero, sexualidade e raça, visando a construção de uma escola que, de fato, respeite e valorize diferenças, primando pelo oferecimento de oportunidades de construção de percursos escolares exitosos a todos/as.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2014.
Aparece na Coleção:Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_JaquelineAparecidaBarbosa.pdf941.31 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons