Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/13119
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_CelutadosSantosRosaMoreira.pdf1,21 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Rezas e benzedeiras : contribuições dos saberes tradicionais kalunga para a educação do campo
Autor(es): Moreira, Celuta dos Santos Rosa
Orientador(es): Almeida, Severina Alves de
Assunto: Kalunga (Comunidade quilombola brasileira)
Medicina popular
Benzedeiras
Educação do campo
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 17-Mai-2016
Referência: MOREIRA, Celuta dos Santos Rosa. Rezas e benzedeiras: contribuições dos saberes tradicionais kalunga para a educação do campo. 2015. 49 f., il. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2015.
Resumo: O Presente trabalho tem como objetivo principal identificar os rituais realizados ao longo dos anos pelos moradores da Comunidade Kalunga, em especial pelas benzedeiras da comunidade Kalunga Tinguizal e as possíveis contribuições de seus ritos para a Educação do Campo. O intuito é perceber como todo o conhecimento acerca destes costumes, mitos e tradições quilombolas podem ser utilizados nas práticas da Educação do Campo. Apresentamos, também, como muitas dessas tradições foram se esvaindo, mas comparecendo também o outro lado da história: A persistência de muitos dos moradores da comunidade, em reforçar a continuação de certos benzimentos e usos medicinais, passados por seus ancestrais para as novas gerações, no sentido de perpetuar tais ritos. A metodologia que orientou a pesquisa foi do teor qualitativo e etnográfico, com pesquisa de campo e entrevistas com moradores da comunidade o que permitiu chegar ao objetivo desejado. Os resultados permitem afirmar que a comunidade mantém viva tradições e costumes muito importantes para a preservação dos Kalunga e que estes se apresentam mesmo como um patrimônio cultural de um Brasil que precisamos preservar.
Abstract: The present work aims to identify the rituals performed over the years by the residents of the Kalunga Community, especially the healers of Kalunga Tinguizal community and the possible contributions of their rites for the Rural Education. The aim is to see how all the knowledge about these customs, myths and traditions Maroons can be used in the practice of Rural Education. Here, too, as many of these traditions were fading, but also attending the other side of the story: The persistence of many of the residents of the community, to strengthen the continuation of certain benzimentos and medical, passed by their ancestors to the new generations, in order to perpetuate such rites. The methodology that guided the research was qualitative and ethnographic content with field research and interviews with residents of the community which allowed reach the desired goal. The results allow us to affirm that the community keeps alive traditions and customs very important for the preservation of Kalunga and they are even presented as a cultural heritage of a Brazil that we need to preserve.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, 2015.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons