Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/12976
Título: A superação da metafísica e a questão do nada em Heidegger em Eckhart e na escola de Kyoro : dialógos
Autor(es): Braga, Artur Lucman Nogueira
Orientador(es): Fernandes, Marcos Aurélio
Assunto: Metafísica
Pensamento
Nada absoluto (Filosofia)
Data de apresentação: Dez-2015
Data de publicação: 28-Abr-2016
Referência: BRAGA, Artur Lucman Nogueira. A superação da metafísica e a questão do nada em Heidegger em Eckhart e na escola de Kyoro: dialógos. 2015. 78 f. Monografia (Bacharelado e Licenciatura em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Este trabalho procura compreender em seus contornos gerais a noção de superação da metafísica em Martin Heidegger e desta forma, identificar possíveis antecipações de tal noção no pensamento do Mestre Eckhart. O pensamento pós-metafísico procura pensar o impensado da tradição, o que seja, o Nada. Este se faz central no pensamento de Heidegger, mas foi objeto de meditação do Eckhart já no século XIII. A questão do Nada é de extrema importância para o pensamento oriental e um dos temas pelo qual o diálogo entre Ocidente/Oriente pode ser estabelecido. O pensamento de Heidegger funciona, em grande medida, como apoio na trilha deste diálogo de tradições radicalmente distintas. Assim, filósofos japoneses, com destaque à Escola de Kyoto, começaram a compreender melhor a metafísica ocidental e sua história. Acompanharemos, neste sentido, reflexões de Shizuteru Ueda, filósofo japonês da Escola de Kyoto, sobre a concepção do Nada absoluto no Zen-budismo, em Eckhart e em Nietzsche, tendo em vista o tema da superação da metafísica, bem como da superação do niilismo. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT
The aim of this paper was to weave a broad understanding of the overcoming of the metaphysical in Martin Heidegger's work and thus identify possible anticipations of this notion in the work of Master Eckhart. Metaphysical thought seeks to reflect on that which is not reflected upon, i.e., Nothingness. This concept is central to Heidegger, but was an object of meditation for Eckhart since the 13th century. The issue of Nothingness is extremely important in Eastern thinking and one of the themes through which the West/East dialogue can be established. To a great extent, Heidegger's thought functions as a support for such dialogue between radically different traditions. Thus, this is how Japanese philosophers, especially those from the School of Kyoto, began improve their understanding on Western metaphysics and its history. In this sense, we will explore the reflections of Shizuteru Ueda, a Japanese philosopher from the School of Kyoto, about the conception of absolute Nothingness in Zen-Buddhism, Eckhart and Nietzsche, considering the theme of the overcoming of the metaphysical, as well as the overcoming of nihilism.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Filosofia, 2015.
Aparece na Coleção:Filosofia - Graduação

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_ArturLucmanNogueiraBraga.pdf468.61 kBAdobe PDFver/abrir


Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.