Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/12537
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_LucasCarvalhoSilva.pdf1,81 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Ativos imobilizados em instituições financeiras : uma análise comparativa entre COSIF e IFRS
Autor(es): Silva, Lucas Carvalho
Orientador(es): Dantas, José Alves
Assunto: Ativos (Contabilidade)
Instituições financeiras
Demonstrações contábeis
Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS)
Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional (COSIF)
Data de apresentação: 25-Jun-2014
Data de publicação: 21-Mar-2016
Referência: SILVA, Lucas Carvalho. Ativos imobilizados em instituições financeiras: uma análise comparativa entre COSIF e IFRS. 2014. 54 f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Ciências Contábeis)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Considerando a possibilidade de comparação entre normas locais e internacionais no âmbito do SFN, permitida a partir da Resolução CMN nº 3.786/09, este presente trabalho tem por objetivo analisar a dimensão de eventuais divergências entre demonstrações financeiras preparadas com base no COSIF e nas IFRS no que tange ao reconhecimento, mensuração e apresentação dos ativos imobilizados em instituições bancárias. Para a consecução de seus propósitos, três hipóteses foram levantadas segundo o mapeamento de divergências e testadas por meio de indicadores de análise e de estatísticas descritivas e de significância. Em relação ao reconhecimento dos ativos imobilizados, os testes mostraram que, apesar da diferença ser estaticamente não significante, o nível de imobilização médio apresentado pelos demonstrativos elaborados com base nas IFRS seria superior aos elaborados com base no COSIF, contrariando as expectativas iniciais. Quanto à divulgação dos ativos imobilizados, os testes revelaram evidências suficientes para corroborar a hipótese de que as demonstrações preparadas segundo o COSIF apresentariam menor grau de evidenciação para esse grupo de ativos. Por fim, quanto às taxas de depreciação utilizadas, em razão da não significância estatística apurada entre as médias, bem como pela pouca disponibilidade de informações referentes à despesa de depreciação do exercício, a hipótese não pôde ser corroborada. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Considering the possibility of comparison between local and international accounting norms in the sphere of the Brazilian National Financial System, triggered by the Resolution CMN 3786/09, the present work aims to analyse the depth of possible disparities between financial statements prepared under IFRS and COSIF standards in terms of recognition, measurement and disclosure concerning fixed assets in the banking industry. In order to do so, three hypothesis were stated according to the divergence diagnose and tested by analytical indexes and descriptive and significance statistics. In relation to the recognition of fixed assets, the tests showed that, despite the non-significant statistical differences, the average fixed assets ratios based on IFRS statements are greater than the ones based on COSIF statements, disputing initial expectations. With respect to disclosure of fixed assets, the tests unfolded sufficient evidence to support the hypothesis that COSIF-related statements have lower reporting indexes when compared to IFRSrelated statements. At last, in regard to depreciation rates, the third hypothesis could not be confirmed due to statistical non-significance and low availability of information concerning depreciation expenses.
Informações adicionais: Trabalho de conclusão de curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais, 2014.
Aparece na Coleção:Ciências Contábeis



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons