Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/12382
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_JuliaMatiasCarlosdeAraujo.pdf883,54 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Zeitgeist e comunicação : relações, influências e usos
Autor(es): Araújo, Júlia Matias Carlos de
Orientador(es): Silva, Gustavo de Castro e
Assunto: Zeitgeist
Imaginário coletivo
Zeitgeist - utilização mercadológica
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 16-Mar-2016
Referência: ARAÚJO, Júlia Matias Carlos de. Zeitgeist e comunicação: relações, influências e usos. 2015. 73 f., il. Monografia (Bacharelado em Comunicação Social)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Todas as sociedades vivem influenciadas por uma atmosfera social que é fruto do tempo em que se inserem. Este é o Zeitgeist, conceito alemão cuja tradução é espírito do tempo. A seguinte monografia irá analisa-lo como clima que se constrói na relação do contemporâneo com o imaginário coletivo pré-existente, com o objetivo de entender as relações, influências e usos do espírito do tempo na comunicação. A metodologia fenomenológica utilizada busca evidenciar aquilo que se esconde no que se mostra: o Zeitgeist que está intensamente presente na comunicação apesar de mal ser percebido. Analisar-se-á como o surgimento de novos veículos comunicacionais criam um clima social, a partir de uma abordagem histórica dos meios de comunicação pela perspectiva de Mcluhan, segundo o qual o meio é a mensagem. O conteúdo mediático também será analisado, como aquele que padroniza o imaginário coletivo e difunde o espírito do tempo. Além disso, os usos práticos do conceito serão relacionados às marcas, que precisam estar em constante atualização para acompanhar o tempo ao qual pertencem. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT
All societies living influenced by a social atmosphere that is the result of time in which they operate. This is the Zeitgeist, german concept which translates as spirit of the time. The following monograph will analyze it as a weather that is built by the relationship between the contemporary with the pre-existing collective imagination, in order to understand the relationships, influences and uses of spirit of the time in communication. The phenomenological methodology seeks to evidence what hides when it shows: the Zeitgeist that is intensely present in the communication, but is hardly noticed. It will examine how the emergence of new vehicles create a social climate, from a historical approach of the media by Mcluhan perspective, according to the medium is the message. The media content will also be examined, as one that standardizes the collective imagination and spreads the Zeitgeist. Moreover, the concept of practical uses will be analyzed in relation to brands that need to be constantly updated to keep track of time which they belong.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Departamento de Audiovisuais e Publicidade, 2015.
Aparece na Coleção:Comunicação - Publicidade e Propaganda



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons