Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/12281
Título: Alexandre Magno e o exército macedônico : os motivos para a indisciplina do exército no ano de 324 a.C, após o anúncio da dispensa dos incapacitados
Autor(es): Bernardino, Danilo Correa
Orientador(es): Sant'Anna, Henrique Modanez de
Assunto: Magno, Alexandre, 356 a.C. - 323 a.C
Exército macedônico
Veteranos de guerra
Data de apresentação: 7-Dez-2015
Data de publicação: 14-Mar-2016
Referência: BERNARDINO, Danilo Correa. Alexandre Magno e o exército macedônico: os motivos para a indisciplina do exército no ano de 324 a.C, após o anúncio da dispensa dos incapacitados. 2015. 36 f. Monografia (Licenciatura em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Alexandre Magno, durante a expedição que lhe conferiu o controle sobre o poderoso e vasto Império persa, tomou uma série de atitudes que ao longo de sua trajetória aumentaram a tensão na sua relação com o exército macedônico. Em primeiro lugar, temos a questão do seu processo de deificação iniciado no Egito, quando o influente oráculo de Amon o teria cumprimentado como filho do próprio deus. Em segundo lugar, observa-se o processo de orientalização da figura de Alexandre, exemplificado pela adoção de algumas vestimentas persas e por seus casamentos com orientais. Essas atitudes, na contramão das antigas tradições macedônicas, causaram atritos entre o rei e os seus soldados. A querela entre os macedônios e o rei Alexandre, já no caminho de volta para a Babilônia em 324 a.C., deve ser entendida como uma dessas consequências.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2015.
Aparece na Coleção:História

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_DaniloCorreaBernardino.pdf619,88 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons