Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11929
Título: Clube do servidor : revitalização
Autor(es): Cavalcante, Paulo Silgueiro
Orientador(es): Aliaga Fuentes, Maribel Del Carmen
Assunto: Projeto arquitetônico
Clube do Servidor do Distrito Federal
Clube do Servidor do Distrito Federal - revitalização
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 12-Fev-2016
Referência: CAVALCANTE, Paulo Silgueiro. Clube do servidor: revitalização. 2015. 55 f., il. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Tipologicamente, o conceito do projeto é de um centro de lazer polivalente, com áreas multiuso, para atendimento tanto durante a semana, quanto durante o fim de semana. Estruturalmente, o conceito é de um equipamento de lazer integrado, no qual as instalações componentes se harmonizam espacial, estética e funcionalmente, completando-se no atendimento aos freqüentadores. As instalações de apoio devem ser projetadas para atender ao conjunto. As premissas principais de projeto são: . Manutenção do Edifício Antigo, e suas importantes fachadas; .Criação de diversas opções de lazer/esporte; .Criação de espaço capaz de ajudar a suprir a demanda cultural da área; .Instalações e equipamentos de baixo custo de manutenção, de baixo consumo de energia e baixo consumo de água; .Uso de materiais de grande resistência, durabilidade e de fácil conservação; .Prever possibilidade de grande atendimento nos fins-de-semana; .Prever soluções de melhor aproveitamento do espaço, de forma a torná-lo modulável/flexível, quando possível; Prever acesso de pessoas portadoras de deficiência física e de idosos às instalações. .Obedecer a critérios de acessibilidade entre as diversas instalações. .As soluções arquitetônicas devem dialogar igualmente com as condições naturais da região, privilegiando a orla do Lago Paranoá e não interferindo no Skyline da cidade, como também estabelecer conexão com a edificação existente. .Utilizar com eficiência a iluminação e a ventilação naturais. .Atenção especial quanto aos processos de impermeabilização, climatização e aquecimento de água. Levando em conta essas premissas, o partido arquitetônico foi criado a partir de dois pontos fundamentais: as visuais, tanto do lago quanto do clube; e os eixos, observados pelo terreno, edifício existente e vizinhos. Assim, o clube é composto basicamente de 3 núcleos: o Edifício Antigo, mantendo sua configuração original, com um pequeno acréscimo para valorizar seu acesso; o Edifício Novo, situado na lateral direita respeitando a linguagem e a visibilidade do Edifício Antigo, criando novas opções de uso, e se utilizando da bela vista do próprio clube e do Lago Paranoá; e a Área Externa, dividida pelo eixo de acesso, que compreende partes de convivência, esportivas, de lazer, de serviços, etc. A configuração de toda essa área externa se dá através de elementos paisagísticos, incluindo um pomar, um labirinto lúdico/sensorial, uma praça molhada, dentre outros.
Informações adicionais: Trabalho de Conclusão de Curso (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2015.
Aparece na Coleção:Arquitetura e Urbanismo

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_PauloSilgueiroCavalcante.pdfartigo principal63.71 MBAdobe PDFver/abrir
2015_PauloSilgueiroCavalcante_painel.pdfpainel25.85 MBAdobe PDFver/abrir
2015_PauloSilgueiroCavalcante_resumo.pdfresumo836.77 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons