Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11925
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_GreiceKelenMagalhaesPereira.pdf267,83 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Acessibilidade da linguagem jurídica
Autor(es): Pereira, Greice Kelen Magalhães
Orientador(es): Ribeiro, Ormezinda Maria
Assunto: Máximas juridícas
Linguagem jurídica
Data de apresentação: 15-Jul-2015
Data de publicação: 12-Fev-2016
Referência: PEREIRA, Greice Kelen Magalhães. Acessibilidade da linguagem jurídica. 2015. [12] f. Monografia (Licenciatura em Letras - Português)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O presente trabalho procura apresentar a problemática da linguagem jurídica, abordando a dificuldade da relação entre população e jurisdição por meio da linguagem. Destacando os jargões jurídicos que criam verdadeiros enigmas na compreensão das normas jurídicas pela a sociedade como um todo, criando um abismo entre a população e o direito. A ciência jurídica é sinônimo de poder, mas apenas as pessoas com alto solucionar os conflitos e separar as classes sociais, estabelecendo uma barreira social. Atualmente, com um avanço cultural, globalização e principalmente a constituição de 1988, o direito passou a fazer parte da vida da sociedade, o termo “cidadania” foi apresentado e independente da classe social os direitos e deveres foram estabelecidos para a sociedade em forma geral, vivemos em um elo jurídico, o direito está presente em todas as relações e deve ter uma linguagem acessível para toda a população.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, 2015.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons