Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/1170
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_DanielaKruelRodrigues.pdf227,78 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Discurso organizacional em gestão de pessoas : um estudo sobre as implicações do discurso da organização na vida de seus funcionários
Autor(es): Rodrigues, Daniela Kruel
Orientador(es): Siqueira, Marcus Vinícius Soares
Assunto: Administração de pessoal
Discurso organizacional
Comportamento organizacional
Data de apresentação: 1-Dez-2009
Data de publicação: 28-Out-2010
Referência: RODRIGUES, Daniela Kruel. Discurso organizacional em gestão de pessoas: um estudo sobre as implicações do discurso da organização na vida de seus funcionários. 2009. 52 f. Monografia (Bacharelado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Resumo: Esta pesquisa identifica de que maneira os funcionários de uma empresa privada são influenciados pelo discurso organizacional em Gestão de Pessoas e de que forma eles reagem a esta influência: quais as representações existentes no discurso organizacional da empresa, quais as representações dos próprios funcionários, de que forma o discurso organizacional se insere na dinâmica de trabalho da empresa e de que forma os funcionários reagem aos esforços da organização em tentar seduzi-los. Fundamentada nos conceitos de sedução, fascínio, servidão voluntária e controle organizacional, a pesquisa contribui para desvelar as relações de poder que permeiam o discurso organizacional, que tentam instrumentalizar o indivíduo e justificar determinadas práticas organizacionais. Para isso, foi realizado um estudo descritivo. Os dados foram coletados pelo método qualitativo, por meio de entrevistas semi-estruturadas com seis funcionários de uma multinacional asiática, das áreas de pré-venda e pós-venda, que foram submetidas, posteriormente, à análise de conteúdo. Como resultado da pesquisa, foi identificado de que maneira os funcionários da empresa são influenciados pelo discurso organizacional e de que forma eles reagem a esta influência por meio de seis categoriais complementares: o desafio cultural, as peculiaridades do ambiente de trabalho, a difícil rotina de trabalho, os mecanismos asiáticos de controle organizacional, comprometimento só até certo ponto e planejando o futuro. As principais conclusões foram que os funcionários demonstram ter uma grande conscientização sobre o que representam para a empresa e, por causa disso, apresentam uma postura ativa para defender seus desejos perante as imposições organizacionais, se sujeitando ao discurso até o ponto que considerarem ser seus limites físicos e emocionais.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Administração, 2009.
Aparece na Coleção:Administração



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.