Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11611
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_MaryliaSilvadeSantana.pdf476,67 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Vírgulas no texto jurídico : intercalações e deslocamentos sob uma visão gramatical para além do prescritivismo
Autor(es): Santana, Marylia Silva de
Orientador(es): Lunguinho, Marcus Vinícius da Silva
Assunto: Texto jurídico
Vírgula - uso
Data de apresentação: 7-Ago-2015
Data de publicação: 6-Jan-2016
Referência: SANTANA, Marylia Silva de. Vírgulas no texto jurídico: intercalações e deslocamentos sob uma visão gramatical para além do prescritivismo. 2015. 57 f. Monografia (Bacharelado em Letras -Português)-Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O texto oficial ou jurídico, por sua complexidade lexical e sintática, oferece problemáticas que se estendem desde os estudos semânticos até a lingüística textual. Neste trabalho, procurou-se abordar, a partir da perspectiva do revisor de textos, a temática do uso da vírgula nesse tipo de construção textual, com metodologias de análise sintática tradicional e também inserindo conceitos de sintaxe gerativa, perpassando as concepções de constituintes e sintagmas, para explicar como acontecem os deslocamentos de termos na oração e, desse modo, esclarecer a necessidade de emprego desse sinal de pontuação – vírgula – nesse tipo de texto, que demanda uso da variedade padrão da língua e, portanto, deve seguir as regras da gramática prescritiva. Com o objetivo de não se restringir à análise sintática clássica, prevista na maioria das gramáticas tradicionais, foram elucidadas algumas exemplificações do uso da vírgula a partir de outras teorias, como a análise do discurso. _______________________________________________________________________ ABSTRACT
Legal text, on its lexical and syntactic complexity, has problems that extend from semantic studies to textual linguistics. In this work, we tried to deal with, from the perspective of the proofreader, comma use issue in this type of textual construction, with traditional syntatic analysis methodologies and also inserting concepts of generative syntax, passing by the views of constituents and phrases to explain how the displacements happen in the text and thereby clarify the need for use of this punctuation mark - comma – on this type of text, which requires use of language standard variety and therefore must follow the rules of prescriptive grammar. In order not to restrict the classic syntatic analysis, present in most traditional grammars, were elucidated some exemplification of comma use from other theories, such as systemic-functional analysis.
Informações adicionais: Monografia (graduação)-Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, 2015.
Aparece na Coleção:Letras - Português



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons