Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11339
Título: Análise dos novos tempos de reforma psiquiátrica : crítica à utopia e realidade na intervenção do CAPS AD III Candango de Brasília
Autor(es): Cavalcante, Renata de Almeida
Orientador(es): Costa, Ileno Izídio da
Assunto: Centro de Atenção Psicossocial (CAPS)
Reforma psiquiátrica
Saúde mental
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 5-Nov-2015
Referência: CAVALCANTE, Renata de Almeida. Análise dos novos tempos de reforma psiquiátrica: crítica à utopia e realidade na intervenção do CAPS AD III Candango de Brasília. 2015. 54 f. Monografia (Especialização em Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Ao longo da história da humanidade, a forma de compreender e lidar com a loucura e a doença mental sofreu grandes variações. Consequentemente, as instituições psiquiátricas e o sistema normativo e assistencial da área de saúde mental sofreram reformas. A Reforma Psiquiátrica surge a partir da necessidade de formulação crítica e prática da saúde mental e tem como objetivos questionar e elaborar propostas de transformação do modelo clássico e do paradigma da psiquiatria. Logo, este trabalho busca fazer uma reflexão acerca dos novos tempos de Reforma Psiquiátrica, dos avanços e dos desafios, a partir da crítica à utopia e à realidade na intervenção do CAPS AD III Candango de Brasília. A fim de atingir o objetivo, realizamos levantamento bibliográfico, que nos permitiu ter uma visão maior do problema, compreendermos como a loucura vem sendo vista e tratada pela sociedade ao longo do tempo e, ainda, dos novos tempos de reforma psiquiátrica no Brasil e no Distrito Federal. Ainda, a partir da experiência pessoal de trabalho em equipe multidisciplinar e intervenção profissional na referida unidade e com intenção de fundamentar o estudo, foi utilizada a técnica de observação participante para dar respostas satisfatórias e aproximativas ao objetivo proposto. O trabalho permite, a partir de uma contextualização histórica, refletir os avanços, retrocessos e inúmeros desafios do processo de consolidação da Reforma Psiquiátrica no Brasil e no Distrito Federal, sempre num contexto de profunda ambivalência. As considerações finais começam com o reconhecimento de que a Reforma Psiquiátrica brasileira é um processo positivo e vitorioso, mas, sobretudo, apontam para a necessidade de desmontar a cultura e estrutura psiquiátrica e, em contrapartida, fortalecer o processo de desinstitucionalização, no sentido de (re)pensar e (re)inventar saberes e práticas no âmbito da saúde mental. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Throughout human history, how to understand and deal with madness and mental illness suffered large variations. Consequently, psychiatric institutions and normative and assistance system of mental health suffered reforms. The psychiatric reform arises from the need of a critical formulation and practice of mental health and has how objective to question and develop proposals to transform the classical model and paradigm of psychiatry. Therefore, this work make search a reflection on the new times of psychiatric reform, the advances and challenges, from the critique of utopia and reality in intervention by CAPS AD III Candango of Brasilia. In order to reach the objective, we conducted bibliographic survey, which allowed us to have a broader view of the problem, understand how madness have been seen and treated by society over time, and also the new times psychiatric reform in Brazil and in the Distrito Federal. Still, from the personal experience of multidisciplinary teamwork and professional intervention on the referred unit and with intention to base the study, we used the participant observation technique to give satisfactory answers and close to the proposed objective. The work allows, from historical context, reflect advances, setbacks and many challenges of Psychiatric Reform consolidation process in Brazil and the Distrito Federal always in a context of profound ambivalence. The final considerations give initiate with the recognition that the Brazilian Psychiatric Reform is a positive and victorious process, but above all, point to the need to dismantle the culture and psychiatric structure and, in turn, strengthen the deinstitutionalization process, in the sense to rethink and re invent knowledge and practices in the ambit of mental health.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2015.
Aparece na Coleção:Saúde Mental Álcool e Outras Drogas

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_RenatadeAlmeidaCavalcante.pdf674.22 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons