Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11253
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_PedroAmericanodoBrasil.pdf743,1 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Análise morfométrica de sementes de araticum (Annona crassiflora Mart.)
Autor(es): Brasil, Pedro Americano do
Orientador(es): Martins, Rosana de Carvalho Cristo
Assunto: Sementes
Araticum
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 15-Out-2015
Referência: BRASIL, Pedro Americano do. Análise morfométrica de sementes de araticum (Annona crassiflora Mart.). 2015. 20 f., il. Monografia (Bacharelado em Engenharia Florestal)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O bioma Cerrado ocupa aproximadamente 22% do território nacional, sendo considerado um dos hotspots mundiais em biodevirsidade. A degradação deste bioma está entre 50 a 80% e mesmo assim ainda existe uma alta variedade de frutos que são muito apreciados pela população local, muitas vezes fazem parte da renda anual de comunidades tradicionais. Neste contexto, observa-se a espécie Annona crassiflora Mart., que foi objeto de estudo do presente trabalho. O objetivo proposto foi a análise morfométrica das sementes da referida espécie. Para realizar o trabalho foram coletados 25% dos frutos de 10 matrizes em duas regiões distintas de Cerrado sensu stricto, Tororó e IFB (Planaltina). As matrizes foram referenciadas com GPS e os frutos coletados com o auxílio de podão foram levados ao LASEVIFLOR, na Universidade de Brasília, para o seu respectivo beneficiamento. Em seguida foram realizadas medições com o paquímetro digital nas sementes em três eixos (comprimento, largura e espessura). Para verificar se existe diferença estatística entre as médias das sementes de cada matriz realizou-se a ANOVA. Posteriormente após verificar diferença significativa entre as médias das matrizes realizouse o teste de Tukey e foi verificado que para a variável comprimento existiram 3 grupos distintos de médias, para a variável largura foram observados 7 grupos distintos e para a variável espessura verificou a existência de 5 grupos distintos de médias. Através da análise morfométrica das sementes de Annona crassiflora Mart. pode-se verificar que mesmo em ambientes degradados antropicamente observa-se a existência da variação fenotípica nas matrizes evidenciada nos diferentes tamanhos das sementes da espécie em estudo. Recomendam-se estudos posteriores nos quais se analise a mesma espécie, em maior amplitude amostral, morfometricamente, (fruto e semente) e relacione suas variáveis com os potenciais de vigor, germinação e desenvolvimento de plântulas.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2015.
Aparece na Coleção:Engenharia Florestal



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons