Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11187
Título: Biografias femininas, racismo e subjetividade ativista : um olhar sobre a saúde de militantes negras
Autor(es): Xavier, Fernanda Lopes Bento
Orientador(es): Santos, Josenaide Engracia dos
Assunto: Mulheres negras
Mulheres negras ativistas
Ativismo
Racismo
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 25-Set-2015
Referência: XAVIER, Fernanda Lopes Bento. Biografias femininas, racismo e subjetividade ativista: um olhar sobre a saúde de militantes negras. 2015. 51 f. Monografia (Bacharelado em Terapia Ocupacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Tendo como base a reflexão de que ativistas negras atuam resignificando as opressões sofridas em espaços de lutas, essa pesquisa se dedica a problematização das formas que se dá o processo e significação da militância na vida de mulheres negras ativistas, e o reflexo dessa vivência na saúde destas. Para tanto é utilizado uma abordagem qualitativa com a narrativa biográfica de 3 mulheres negras ativistas, que nos permite a aproximação com as vivências e subjetividades sem, necessariamente, nos proporcionar respostas objetivas, mas, sim, reflexões sobre os modos em que os contextos sociais constroem singularidades, em especial de mulheres negras militantes. Entendendo, ainda, que as vidas destas mulheres são marcadas por contextos sociais que as colocam em posições diferentes na sociedade. Nesse sentido, as discussões aqui presentes buscam a interpretação de como o ativismo interfere nas condições psicossociais destas mulheres. ___________________________________________________________________________ ABSTRACT
Based on the reflection that black women activists act redefining the oppressions suffered in spaces of fight, this research is dedicated to questioning the manners of the process and significance of militancy in the lives of black women activists, and the reflection of this experience in their health. For that, it is used a qualitative approach to the biographical narrative of three black women activists, which allows us to get closer to the experiences and subjectivities without necessarily giving us objective answers, but rather reflections on the ways in which social contexts build singularities, especially in black women activists. Understanding further that the lives of these women are marked by social contexts that put them in different positions in society. In this sense, the discussions presented here search interpretation of how activism interferes in psychosocial conditions of these women.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, 2015.
Coorientador(es): Carneiro, Rosamaria Giatti
Aparece na Coleção:Terapia Ocupacional

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_FernandaLopesBentoXavier.pdf668.03 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons