Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11126
Título: A autoestima e as competências para leitura e escrita na pesquisa de intervenção
Autor(es): Lopes, Cleane Maria dos Santos Terroso
Orientador(es): Vieira, Denise de Oliveira
Assunto: Intervenção psicopedagógica
Vulnerabilidade social
Aprendizagem - dificuldades
Alfabetização – diretrizes pedagógicas
Dificuldades escolares
Adolescentes - intervenção psicopedagógica
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 10-Set-2015
Referência: LOPES, Cleane Maria dos Santos Terroso. A autoestima e as competências para leitura e escrita na pesquisa de intervenção. 2015. v, 46 f. Monografia (Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O presente trabalho apresenta a pesquisa de intervenção, como uma metodologia proposta por Fávero (2012), a qual defende que a estratégia de intervenção é o encadeamento das sessões, no qual os resultados da sessão anterior fornecem subsídios para a sessão seguinte. O sujeito da pesquisa cursava o 3º ano do ensino fundamental, na rede pública do DF e estava inserido em instituição de acolhimento, apresentando dificuldades de aprendizagem. O objetivo da pesquisa foi aumentar a autoestima do sujeito, com o intuito de desenvolver competências relacionadas à aprendizagem da leitura e escrita. Os referenciais teóricos utilizados foram relacionados ao conceito de vulnerabilidade social, ocasionando dificuldades de aprendizagem e interferindo na construção do autoconceito. A avaliação mostrou que o sujeito está em transição do nível pré-silábico para o silábico alfabético na construção da escrita, segundo o referencial da Psicogênese, e também que o desenvolvimento cognitivo estava aquém do esperado para sua idade cronológica. Concluímos que o aluno provavelmente possui uma alteração auditiva que pode estar influenciando nas competências relacionadas à aquisição da leitura e escrita. Observamos também que o aumento da autoestima influencia positivamente o autoconceito, a aprendizagem e o desenvolvimento de competências, sendo este um sistema que se retroalimenta. O trabalho contribuiu para a formação da pesquisadora, principalmente revelando o processo de intervir a partir de uma avaliação sistematizada, de modo que os resultados sinalizam os caminhos para a elaboração da proposta de intervenção.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, 2015.
Aparece na Coleção:Psicopedagogia Clínica e Institucional

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_CleaneMariaDosSantosTerrosoLopes.pdf267.91 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons