Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/11121
Título: A bioquímica na voz dos alunos universitários adultos e de seus monitores : a psicopedagogia na universidade
Autor(es): Souza, Joana D’Arc Sampaio de
Orientador(es): Fávero, Maria Helena
Assunto: Bioquímica - estudo e esino
Intervenção psicopedagógica
Bioquímica - dificuldades de aprendizagem
Aprendizagem - dificuldades
Ciências - estudo e ensino
Química - estudo e ensino
Data de apresentação: 2015
Data de publicação: 10-Set-2015
Referência: SOUZA, Joana D’Arc Sampaio de. A bioquímica na voz dos alunos universitários adultos e de seus monitores: a psicopedagogia na universidade. 2015. 58 f., il. Monografia (Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: O presente estudo descreve uma intervenção psicopedagógica que acolheu a visão dos estudantes universitários frente à dificuldade que encontram para a compreensão dos conceitos da matéria bioquímica e a apresentação destas visões aos monitores da referida disciplina. Foi baseado no aporte teórico de Fávero (2005, 2001, 2012, 2014) e de outros autores que estão em consenso sobre o conhecimento e as concepções sobre práticas de ensinar e aprender. Este trabalho abordou nossa questão particular: as dificuldades de aprendizagem de conceitos de química básica por adultos universitários. O trabalho foi realizado em uma Instituição de Educação Superior Pública, em Brasília-DF, que atende, entre outros, ao curso de graduação frequentado pelos sujeitos de nossa pesquisa. Na discussão fica evidente a autovalorização da disciplina específica, que se contrapõe a uma prática educativa que favoreça a aprendizagem significativa e interdisciplinar. É primordial mudar a forma de ensinar ciência e o modo de estabelecer as relações entre os saberes como indispensáveis à atividade científica. Para isso, é necessário possibilitar uma reflexão no espaço educativo, de modo a explicitar parcerias que viabilizem uma mudança de postura, uma alteração na forma de enxergar o aluno, bem como em relação à prática pedagógica.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, 2015.
Aparece na Coleção:Psicopedagogia Clínica e Institucional

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_JoanaDArcSampaioDeSouza.pdf450 kBAdobe PDFver/abrir


Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons