Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/1111
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_DaniellaMatsunagaSasaki.pdf1,07 MBAdobe PDFver/abrir
Título: A tentativa de remilitarização do Japão no século XXI : antecedentes históricos e implicações contemporâneas
Autor(es): Sasaki, Daniella Matsunaga
Orientador(es): Carvalho, Maria Izabel Valladão de
Assunto: Japão - história
Japão - relações exteriores
Japão - política militar
Data de apresentação: Mar-2008
Data de publicação: 31-Ago-2010
Referência: SASAKI, Daniella Matsunaga. A tentativa de remilitarização do Japão no século XXI: antecedentes históricos e implicações contemporâneas. 2008. 64 f. Monografia (Especialização em Relações Internacionais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: Com o fim da Segunda Guerra Mundial e a derrota do Japão, este foi ocupado pelos Estados Unidos em nome dos aliados. Como uma das conseqüências, houve a promulgação da nova constituição japonesa, em 1946, que perdura até os dias de hoje sem qualquer modificação e incluindo a polêmica cláusula de renúncia à guerra. Militarmente, o Japão hoje possui as chamadas Forças de Autodefesa (Dietai), que tem como objetivo apenas a sua defesa. Em boa parte, os japoneses ainda dependem do Tratado de Segurança e Cooperação Mútua com os Estados Unidos, cuja primeira versão foi assinada em 1951, após o período de ocupação americana. Porém seus vizinhos, cujas histórias de inimizades são históricas na região, Coréia do Norte (somente Coréia na época), China e Rússia, têm demonstrado que rivalidades antigas permanecem. Episódios recentes de violações do espaço aéreo e testes de mísseis no Mar do Japão servem como motivação para uma possível remilitarização do Japão. Enquanto isso, o cenário político japonês parece ter começado o século XXI caminhando nesta direção, com a eleição de Junichiro Koizumi e Shinzo Abe ao cargo de primeiro-ministro, ambos com abertas intenções de revisão constitucional. Mas com a renúncia de Abe e a subida ao poder do moderado de Yasuo Fukuda, em setembro de 2007, o futuro da revisão constitucional fica em suspenso.
Abstract: By the end of the Second World War and the defeat of Japan, the United States in the name of the Allies occupied the Japanese territory. As one of the consequences a new Japanese constitution was promulgated in 1946, and it remains until today without any modifications, including the Renunciation of War article. Nowadays, Japan has the Self- Defense Forces (Dietai), which objectives are only defense of the country. The Japanese still depends on the Treaty of Mutual Cooperation and Security between Japan and the USA, which first version was signed in 1951, after the Occupation period. Japan’s neighbours, historical enemies in that region, North Korea (by that time, was only Korea), China and Russia, have shown that ancient rivalry still remains today. Recent episodes, like the violation of the Japanese airspace and missiles tests over the Sea of Japan, may motivate Japan for its re-militarization. Meanwhile, the Japanese political scenario seemed to start the XXI century taking the re-militarization path, with Junichiro Koizumi and Shinzo Abe elections for prime-minister, both with constitutional revision open intensions. But when Abe renounced, the moderated Yasuo Fukuda became prime-minister in September of 2007, which means that the constitutional revision future is suspended.
Informações adicionais: Monografia (especialização)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2008.
Informações de Acesso e Conteúdo: Monografia final apresentada ao Instituto de Relações Internacionais como requisito parcial para obtenção do Certificado de Especialista em Relações Internacionais pelo Instituto de Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade de Brasília – UnB.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2008.03.TCC.1111
Aparece na Coleção:Relações Internacionais - Especialização



Todos os itens na BDM estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.