Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/10714
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_PamelaCristinaBarronSales.pdf800,23 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Compras públicas compartilhadas : benefícios e obstáculos na percepção de agentes públicos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e do Ministério da Fazenda
Autor(es): Sales, Pamela Cristina Barrón
Orientador(es): Moreira, Marina Figueiredo
Assunto: Compras públicas compartilhadas
Sistema de Registro de Preços (decreto)
Compras públicas
Gestão de compras
Data de apresentação: 4-Dez-2014
Data de publicação: 27-Jul-2015
Referência: SALES, Pamela Cristina Barrón. Compras públicas compartilhadas: benefícios e obstáculos na percepção de agentes públicos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e do Ministério da Fazenda. 2014. 64 f., il. Monografia (Bacharelado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Este trabalho teve por objetivo investigar a percepção de gestores públicos, de nível estratégico, tático e operacional dos Ministérios do Planejamento, Orçamento e Gestão e da Fazenda, quanto aos benefícios e aos obstáculos no processo de compras compartilhadas. Para tanto, adotou-se o método de pesquisa qualitativa, de natureza descritiva e exploratória. Na coleta de dados, além de análise documental, foram entrevistadas três pessoas-chave: a Coordenadora do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, por ser o órgão gerenciador do Portal de Compras do Governo, a qual forneceu sua percepção estratégica acerca das compras compartilhadas; a gerente de logística da Superintendência de Administração do Ministério da Fazenda – MF; e o pregoeiro do MF, com suas percepções tática e operacional, respectivamente. Para análise dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo, que apresentou: a economia de escala; a redução de estoque; a padronização; e a celeridade como benefícios percebidos pelos entrevistados. Por outro lado, os gestores perceberam como obstáculos para o processo de compras compartilhadas: barreiras no sistema de compras governamentais; a carência de pessoal e treinamento; a falta de planejamento; e a ausência da segurança da contratação. Por fim, pode-se concluir que há dificuldades a serem superadas para uma gestão eficiente de compras públicas, mas que, devido aos benefícios proporcionados pela forma de compra compartilhada, há esforços governamentais para centralização das compras, como ocorrido, neste ano de 2014, com a criação de uma central de compras e contratações.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Administração, 2014.
Aparece na Coleção:Administração



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons