Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/10618
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_RaquelTorresBarreto.pdf1,8 MBAdobe PDFver/abrir
Título: Acessibilidade ambiental na Universidade de Brasília – Campus Ceilândia
Autor(es): Barreto, Raquel Torres
Orientador(es): Alves, Ana Cristina de Jesus
Assunto: Acessibilidade
Faculdade UnB Ceilândia (FCE)
Inclusão social
Faculdade UnB Ceilândia (FCE) - acessiblidade
Acessibilidade ambiental
Data de apresentação: 11-Dez-2013
Data de publicação: 14-Jul-2015
Referência: BARRETO, Raquel Torres. Acessibilidade ambiental na Universidade de Brasília – Campus Ceilândia. 2013., 82 f., il. Monografia (Bacharelado em Terapia Ocupacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: Em várias partes do mundo, movimentos sociais liderados por pessoas com deficiência chamaram a atenção da sociedade acerca das barreiras físicas e arquitetônicas, incentivando a sua eliminação, desde os projetos de construção a utensílios. A partir disso surge o conceito de Design Universal, que propõe ambientes acessíveis a todos. No Brasil o marco legal nessa discussão foi a Constituição de 1988. Muitas universidades já realizaram pesquisas internas a respeito da acessibilidade ambiental, arquitetônica. Além disso, existem atualmente políticas federais, políticas internas nas universidades, serviços e projetos que são voltados para a acessibilidade e inclusão de todos. O objetivo do trabalho foi caracterizar a acessibilidade ambiental da Universidade de Brasília – Campus Ceilândia, avaliando-se o edifício Unidade de Ensino e Docência (UED), quanto ao acesso aos prédios, área de circulação interna, banheiros, lanchonete, reprografia, auditório. Trata-se de uma pesquisa descritiva, na qual foi feita a avaliação do ambiente, analisando-se os espaços por meio de um roteiro elaborado pela pesquisadora, baseado na NBR 9050. Para a análise, foi realizada a comparação quantitativa dos dados do roteiro com as normas da ABNT. Como resultados foram encontrados, em sua maioria, ambientes com mais de 50% dos itens acessíveis, o que mostra ainda a necessidade de mais investimentos na aplicação dos conceitos de universalidade e de pesquisas na área.
Abstract: In several parts of the world, social movements led by people with disabilities have attracted society’s attention to physical and architectural limitations, encouraging their elimination, from construction projects to everyday utensils. From that comes the concept of Universal Design, which proposes environments accessible to all. In Brazil, the legal framework for that discussion was the 1988 Constitution. Many universities have carried out internal research on architectural environment accessibility. Besides, there are currently federal policies, internal university policies, services and projects dedicated to environment accessibility, and inclusion. The objective of this paper is to assess the environment accessibility of the Ceilandia Campus of the University of Brasilia, with an evaluation of the Unidade de Ensino e Docência (UED) building with regard to access to the buildings, internal circulation area, bathrooms, snack bar, reprography and auditorium. It is a descriptive research, in which was conducted an assessment of the environment, with an analysis of the spaces through an itinerary written by the researcher and based on the NBR 9050 standard. For the analysis, a quantitative comparison of the itinerary data with the ABNT standard was made. As results, environments with over 50% of accessible items were found, which shows there is still a need for more investment in the enforcement of the concepts of universality and more research in the area.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Terapia Ocupacional, 2013.
Aparece na Coleção:Terapia Ocupacional



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons