Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/10317
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_RenatoBastosAbreu.pdf701,81 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Internet e web-deliberação : implicações para a teoria democrática
Autor(es): Abreu, Renato Bastos
Orientador(es): Chaves, Pablo Holmes
Assunto: Web-deliberação
Web 2.0
Democracia deliberativa
Comunicação virtual
Democracia virtual
Internet
Data de apresentação: 2014
Data de publicação: 29-Abr-2015
Referência: ABREU, Renato Bastos. Internet e web-deliberação: implicações para a teoria democrática. 2014. 48 f. Monografia (Bacharelado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: A Internet tornou-se um dos principais meios de comunicação, difusão de conhecimento e transmissão de informações na sociedade contemporânea. É necessário compreender como a evolução de suas ferramentas possibilitou a criação desse novo ambiente, identificando suas características e seus propósitos básicos. Dessa forma, o esforço analítico deste trabalho tem como meta avaliar a dinâmica interacional presente no espaço virtual, a partir de pressupostos teóricos que auxiliem a definir a natureza da deliberação ocorrida em âmbito online. Nesse sentido, torna-se essencial a discussão dos conceitos de esfera pública e democracia deliberativa desenvolvidos pelo sociólogo alemão Jürgen Habermas, bem como a evolução da chamada Web 2.0 e os riscos que sua expansão significam. A partir dessas inferências, o estudo da dinâmica regulatória da Internet e da atuação de corporações como a ICANN e de empresas como a NSI ajuda a entender como interesses privados podem interferir no funcionamento da Web 2.0 e na própria dinâmica de interação entre usuários. À luz de todas essas considerações, sugere-se a determinação desse novo ambiente comunicativo-interacional online como uma esfera deliberativa privada, em que contratos celebrados entre os usuários e os administradores dos sites significam a tentativa de constituir, a partir da liberdade contratual, as regras de comunicação virtual. _________________________________________________________________________ ABSTRACT
The Internet has become a major means of communication, knowledge dissemination and transmission of information in contemporary society. It is imperative to understand how the evolution of its tools enabled the creation of this new environment, as well as identify its characteristics and basic purposes. Thus, the analytical effort of this work aims to evaluate the dynamics of interaction present in the virtual space, from theoretical assumptions that help to define the nature of the deliberations in online context. In this sense, it is essential to discuss the concepts of public sphere and deliberative democracy developed by the German sociologist Jürgen Habermas, as well as the evolution of the Web 2.0 and the risks associated with its expansion. From these inferences, the study of regulatory dynamics of the Internet and the actions of corporations such as ICANN and companies like NSI helps to understand how private interests may affect the operational performance of Web 2.0 and the interaction between users. In light of all these considerations, it seems viable to recognize this recent interactive online environment as a deliberative private sphere, where contracts between users and site administrators mean the constitution, organized based on contractual freedom, of virtual communication rules.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, 2014.
Aparece na Coleção:Ciência Política - Graduação



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons