Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/10244
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_AndrePortoNetto.pdf800,99 kBAdobe PDFver/abrir
Título: O valor das etiquetas “verdes” imobiliárias sob a ótica da precificação hedônica : uma análise do estado da arte
Autor(es): Porto Netto, André
Orientador(es): Torres, Marcelo de Oliveira
Assunto: Valoração hedônica
Mercado imobiliário
Certificação ambiental
Data de apresentação: 2-Dez-2014
Data de publicação: 20-Abr-2015
Referência: PORTO NETTO, André. O valor das etiquetas “verdes” imobiliárias sob a ótica da precificação hedônica: uma análise do estado da arte. 2014. vii, 39 f., il. Monografia (Bacharelado em Ciências Econômicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O presente trabalho é uma revisão bibliográfica e tem como intuito fomentar o debate sobre a adoção de etiquetas ambientais imobiliárias no Brasil, uma vez que este setor já responde por um valor entre 20% e 40% do consumo energético total dos países desenvolvidos. Essas etiquetas surgem nesse cenário com o intuito de diminuir a assimetria de informação entre compradores e vendedores quanto à performance energética dos edifícios. A redução de assimetria de informação, por sua vez, adiciona um prêmio aos valores de aluguel e de venda desses imóveis. Os estudos de valoração hedônica relacionados a essa valorização ainda são incipientes, mas já demonstram prêmios no valor de venda que variam de 16% a 29% e prêmios no valor de aluguel que variam de 3% a 7% no mercado norte-americano. Estudos aplicados a outros mercados ao redor do mundo também demonstram prêmios positivos.
Abstract: This work is a literature review and aims to foster the debate around the adoption of real estate environmental labels in Brazil, since this sector already accounts for between 20% and 40% of the total energy consumption in developed countries. These labels have the purpose to reduce the information asymmetry between buyers and sellers regarding the energy performance of buildings. The reduction of information asymmetry, in turn, adds a price premium to rents and sales of the properties. The hedonic valuation helps to determine how much society is in fact willing to pay for the environmental labels and indirectly for better environmental quality as a whole. Although examples of hedonic pricing applied to real state environmental labeling are still scarce, particularly in Brazil, they already show price premiums in sales ranging from 16% to 29% and premiums rents ranging from 3% to 7% in the US market. Studies applied to other markets around the world also demonstrate positive awards.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2014.
Aparece na Coleção:Ciências Econômicas



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons