Utilize este link para identificar ou citar este item: http://bdm.unb.br/handle/10483/10010
Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_LucileneNunesBarreto.pdf553,34 kBAdobe PDFver/abrir
Título: Motivações que levam os jovens a sair do campo : caso comunidade Canabrava em Goiás
Autor(es): Barreto, Lucilene Nunes
Orientador(es): Rocha, Eliene Novaes
Assunto: Migração rural-urbana
Jovens
Juventude rural
Data de apresentação: Jan-2015
Data de publicação: 23-Mar-2015
Referência: BARRETO, Lucilene Nunes. Motivações que levam os jovens a sair do campo: caso comunidade Canabrava em Goiás. 2015. 43 f., il. Monografia (Licenciatura em Educação do Campo)—Universidade de Brasília, Brasília-DF, 2015.
Resumo: Este trabalho apresenta uma analise das motivações para a saída dos jovens do campo na comunidade Canabrava, Município de Nova Roma no estado de Goiás. O motivo que me levou a fazer este foi a convivência com essa realidade da migração dos jovens desde que nasci. Hoje vejo isso como um problema. Para se ter uma ideia do tamanho desse êxodo, na comunidade de uns 150 jovens hoje só restam uns 20,com idade entre 13 a 20 anos de idade, com escolaridade do sexto ano do Ensino Fundamental ao terceiro ano do Ensino Médio. Os que ainda se mantém na comunidade, já falam que não vê a hora de concluir o Ensino médio para partir. Um dos motivos na visão apontado por esses jovens é a necessidade de arrumar trabalho, pois não querem acabar seus dias, em um trabalho árduo, de sol a sol. Buscou-se também, verificar se há um meio em que esses jovens possam estar sobrevivendo nessa comunidade, sem precisarem se deslocar para as cidades, ou seja, identificar os motivos que levam os jovens a sair, para contribuir para ficar. Os resultados obtidos através da investigação do processo migratório dos jovens da comunidade Canabrava, e foram alcançados de forma satisfatória, com as contribuições dos jovens da comunidade. Concluindo que, os principais motivos que levam os jovens a saírem para as grandes cidades, é a falta de oportunidade de crescer na vida, coisa que o campo não oferece. __________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper presents an analysis of the reasons for the departure of the young cane field in the community Brava City of New-Roma in the state of Goiás. The reason I do this study is because I live with this reality of migration of young people since was born. Today I see it as a problem, to get an idea of the size of this exodus in the community of some 150 young people is one of only about 20, aged 13 to 20 years of age with education of the sixth year of elementary school to the third year of high school. Those who still remain in the community, already speak not wait to finish high school to go. One reason the vision pointed out by these young people is the need to get a job because they want to not run out their days in hard work from sunrise to sunset. It also sought to ascertain whether there is a way in which these young people can be surviving in this community, without having to move to the cities, that is, identify the reasons that lead young people to leave, to contribute to stay. Results from the investigation of the migration of the young of Canabrava community, and were achieved satisfactorily, with the contributions of the local youth. Concluding that the main reasons why young people leave for big cities, is the lack of opportunity to grow in life, which the course offers not.
Informações adicionais: Monografia (graduação)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, 2015.
Aparece na Coleção:Educação do Campo



Este item está licenciado na Licença Creative Commons Creative Commons